Financiamento FIES Confira Quanto Você Pode Financiar

Publicidade

Os estudantes que desejam fazer um curso superior em uma faculdade particular e possuem renda mensal familiar de até três salários mínimos por pessoa. Precisam saber que podem se inscrever para conseguir uma vaga junto ao FIES (Fundo de Financiamento Estudantil). Além disso, alunos que possuem renda familiar de até cinco salários mínimos podem se enquadrar no P-FIES.  De modo geral, independentemente do valor de sua renda e do valor das mensalidades do curso na faculdade que deseja. Saiba que pode conseguir financiar de 50% á 100% do valor total do seu curso. Contudo, muitas pessoas não sabem ao certo quanto podem financiar por meio do Fundo de Financiamento Estudantil.

Financiamento FIES Confira quanto você pode financiar

Quanto do meu curso posso financiar com o FIES?

De modo geral, é preciso que saiba quais são as condições oferecidas pelo FIES. Ou seja, quais são os tipos de financiamentos oferecidos para os alunos. Dessa forma pode descobrir em quais das opções o seu perfil se encaixa para que consiga saber o valor que pode ser financiado por meio do programa. Veja abaixo quais são os tipos de financiamento feitos pelo FIES:

Publicidade

1-Renda familiar mensal de até 10 salários mínimos

Primeiro, para esse grupo de alunos o FIES libera descontos sobre o valor dos cursos de 50% até 100%. Isso porque a porcentagem exata vai depender muito da renda obtida pela família. Por isso, todos os membros da família que moram juntos na mesma casa precisam ter a renda somada para saber se encaixa nessa opção.

2- Renda mensal familiar entre 10 a 15 salários mínimos

Já nessa opção, os alunos podem conseguir financiar de 50% até 75% o valor total do seu curso superior. Mas, de acordo com a renda de cada um dos membros da família.

3-Renda familiar mensal de 15 a 20 salários mínimos

Por fim, essa opção não financia mais do que 50% do valor do curso superior desejado. Por isso é considerado como o menor financiamento feito por meio do FIES.

Quem pode fazer parte do FIES?

Publicidade

Antes de mais nada, para que consiga contratar a linha de financiamento estudantil do Governo, vai precisar atender algumas regras. Por exemplo, ter renda familiar mensal menor do que cinco salários mínimos por membro, selecionar um curso presencial que seja autorizado pelo MEC, ter feito o ENEM a partir do ano de 2010 e apresentar uma garantia de pagamento pelo curso financiado. Também chamada como fiança, pode ser feita pelos alunos de três formas. Ou seja, convencional, solidária, e o FGEDUC. Confira abaixo como funciona cada uma delas.

Financiamento FIES Confira quanto você pode financiar

1-Fiança Convencional

Sem dúvidas esse tipo de fiança do FIES é a mais simples de ser feita pelos candidatos. Isso porque o aluno vai precisar apresentar até dois fiadores que possuem renda igual ou superior ao valor da mensalidade todo mês paga pelo candidato. Isso claro incluindo todos os descontos feitos. Vale lembrar, que os estudantes que usam o PROUNI, precisam apresentar uma renda mensal bruta conjunta de pelo menos um valor igual a mensalidade do semestre.

2-Fiança Solidária

Esse tipo de fiança é feito por um grupo de estudantes de três a cinco membros. Desse modo, os estudantes precisam fazer o financiamento em um mesmo banco. Além disso, devem estudar na mesma faculdade juntos. É importante deixar claro que esse tipo de fiança não pode ser feito entre membros da família. Os estudantes também precisam comprovar renda no processo.

3-Fiança com o FGEDUC

Publicidade

Por meio do FGEDUC (Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo) os alunos podem financiar os estudos sem que precisam de uma pessoa como garantia do pagamento. Porém, para isso ele precisa comprovar que possui uma renda familiar mensal por pessoa de até um salário mínimo e meio. Uma das melhores opções para que os candidatos não precisam de um avalista para conseguir o financiamento.

Considerações finais

Por fim, os estudantes ainda podem contar com outra opção além do crédito estudantil do Governo do Brasil. Isso porque pode financiar os estudos direto com os bancos. Afinal eles fornecem essa linha de crédito para que os brasileiros possam ingressar em uma rede de ensino superior com mais facilidade.

Relacionados

Comentário Fechado.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - 2022