Saiba Como Fazer Um Financiamento Estudantil Sem Fiador

Publicidade

De modo geral, recorrer a um financiamento estudantil é uma ótima opção para muita gente. Ainda mais para as pessoas que desejam conquistar um curso técnico ou uma faculdade, mas estão sem dinheiro. Dessa forma, os grandes bancos no mercado oferecem essa linha de crédito com intuito de ajudar os alunos a concluírem seus estudos. Porém, muitos estudantes não sabem que podem fazer um financiamento estudantil do Governo. Ou seja, o FIES, por meio dele não vai precisar de um fiador para financiar seus estudos. O FGEDUC (Fundo de Garantia Educativo), permite que alunos financie seus estudos sem apresentar uma pessoa como garantia pelo pagamento do crédito. Vale lembrar o Banco do Brasil apoia o FGEDUC e precisa ser escolhida na inscrição do SisFies. Mas o fundo de garantia possui regras para uso no FIES. Então, separamos nesse artigo dados para que saiba como fazer um financiamento estudantil sem fiador.

Saiba Como Fazer Um Financiamento Estudantil Sem Fiador

Afinal, quem pode usar o FGEDUC?

Antes de mais nada, o fundo pode ser usado para financiar estudos de alunos que possuem renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por cada pessoa da família. Sendo assim, cada membro da família precisa ganhar no máximo esse valor como renda. Apenas atendendo a essa regra é que o estudando pode abrir mão de um fiador para crédito estudantil por meio do fundo. Além disso, os alunos que estão em cursos de licenciatura. Isso é, em cursos que podem formam novos profissionais para que também possam dar aula. Também os bolsistas parciais do Prouni também podem ter direito ao acesso do FGEDUC.

Como usar o FGEDUC?

Publicidade

Primeiro, a opção para que o aluno consiga a linha de crédito sem ter que apresentar um fiador. Deve ser pedido na hora de fazer a inscrição no FIES. No entanto, precisa respeitar todas as regras determinadas na inscrição. Contudo, devemos deixar claro que nem todas as faculdades que fazem parte do FIES atuam junto ao FGEDUC. Desse modo, o melhor caminho é se informar antes de a instituição que deseja estudar está aceitando o fundo. Vale lembrar, que além desse tipo de fundo o Fies ainda atua com outros tipos de créditos estudantis. Confira abaixo quais são essas opções:

Fiança Convencional– Nesse tipo de situação o estudante apresenta pelo menos de uma a duas pessoas que se tornam os responsáveis pelo pagamento dos estudos. Isso claro caso o estudante tenha algum tipo de problema e não fazer os pagamentos pelo crédito em dia. Além disso, a renda dos fiadores de bolsas do PROUNI precisa ter a soma igual aos valores das parcelas mensal. Mas, precisa levar em consideração todos os descontos e demais valores cobrados nesse tipo de processo.

Publicidade

Fiança Solidária– Então, nessa opção um grupo de até cinco estudantes faz uma união para que se responsabilizem em assumir a dívida dos outros, caso isso seja preciso. Sendo assim, todo processo é feito em um único banco com todos os membros do grupo. Além disso todos precisam estudar algum curso na mesma faculdade. Enfim, devemos deixar claro que a opção de fiança solidária não pode ser feita entre membros da família.

Saiba Como Fazer Um Financiamento Estudantil Sem Fiador

Como fazer o financiamento estudantil em bancos?

Sem dúvidas, existem muitos estudantes que desejam fazer a faculdade dos sonhos, mas não se encaixam nas regras exigidas pelo FIES. Nesses casos o melhor a se fazer é optar por um financiamento feito pelos bancos. Desse modo essa opção pode te ajudar a entrar em uma universidade com mais facilidade. Em geral, os bancos também possuem linhas de crédito estudantil destinado a esse grupo de pessoas. Além disso, possuem parceria com diversas faculdades permitindo que um estudante consiga o crédito estudantil de forma simples e prática.

Publicidade

Vale lembrar, que as regras válidas são as mesmas em quase todos os bancos são as mesmas. Ou seja, o estudante deve fazer a renovação da linha de crédito para os estudos todo semestre. No entanto, uma das grandes vantagens se deve ao fato de o estudante ainda poder estender os prazos de pagamento. Isso mesmo após o termino do curso em uma faculdade, deixando ainda mais fácil a vida dos alunos na hora de pagar pelo crédito.

Relacionados

Comentário Fechado.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - 2022